EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

VIII Festa Nacional dos povos indígenas – 17 a 20 de Abril

Nos dias 17 e 20 de abril deste ano, no município de Bertioga (São Paulo) aconteceu a VIII Festa Nacional dos povos indígenas. Estavam presentes diversos grupos étnicos de todo Brasil; entre eles, os Yanomami, Wapixana, Macuxi e Ye´Kuana, de Roraima, além de duas etnias do Acre como Yawanawá e os Ashaninka, descendentes da população Inca, no Peru. Além desses grupos, a Festa Nacional dos povos indígenas levou ao público a rica diversidade cultural de povos como os Bororo, Xavante, Paresi, de Mato Grosso, e do mesmo estado as etnias Kalapalo, Kuikuro e Yawalapiti, que habitam o Parque Nacional do Xingu. De Tocantins, estavam os Karajás e os Gaviões Kyikategê, do Pará; os guarani do litoral paulista, da Reserva Indígena do Rio Silveira. A festa foi de uma grande riqueza cultural, tradições religiosas, atividades esportivas, culinária, artesanato e pinturas corporais. Durante o evento o município de Bertioga foi transformada novamente a Capital Nacional do Índio, reunindo cerca de 800 integrantes de 15 etnias.

A festa contou com a melhor infra-estrutura com uma área total de 14 mil m², incluindo cerca de 4 mil m² de área coberta entre o Pavilhão de Exposições, espaço do talk show, local para imprensa, atendimento médico, concentração dos índios para apresentações. Somente para o Pavilhão do Artesanato era 2 mil m² de área acoberta ( 20 metros de largura por 100 metros de comprimento) na Praça de Eventos para exposição dos mais incríveis e variados artigos e artefatos indígenas. Uma arena principal, foi montada na praia da Enseada, com capacidade para cerca de 10 mil pessoas em 290 metros lineares de arquibancada para receber o público nas apresentações noturnas.
A festa criada em 2001, como proposta de resgatar as tradições dos povos indígenas e enaltecer também a importância de Bertioga na história nacional como primeiro povoado de apoio para a Colonização do Brasil. Considerada o maior evento cultural indígena do mundo, a festa se projetou e também se transformou na maior troca de experiências e confraternização entre os próprios povos indígenas e com a população não-índia que passou a conhecer e valorizar a rica diversidade cultural das inúmeras etnias espalhadas pelo Brasil. O evento contou com apoio dos ministérios do Turismo e Defesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀