EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

São Daniel Comboni: Uma vida pela África

No dia 10 de outubro de 2009 a Igreja faz memória do fundador dos Missionários Combonianos do Coração de Jesus (MCCJ), São Daniel Comboni canonizado em 05 de outubro de 2003 pelo Papa João Paulo II.

Daniel Comboni, nasceu em 15 de março de 1831 na cidade de Limone, um pequeno povoado do norte da Itália ao lado do maior lago do país, o Garda, curioso que hoje este lugar é famoso por um interessante fato, lá os casos de infarto são quase inexistentes por isso as pessoas tem uma significativa longevidade. Todavia mesmo assim os 7 irmãos de Daniel Comboni não tiveram tanta sorte, pois morreram ainda jovens.

Aos 10 anos de idade, Daniel manifesta o desejo de tornar-se padre, por isso vai morar em Verona e estudar no Instituto do Pe. Nicolau Mazza, um sacerdote que dedica sua vida a formação de jovens sem recursos. Comboni avança de forma espantosa nos estudos e por volta de 15 anos fascina-se com a vida dos mártires do japão que foram crucificados em Nagasaki no ano de 1597. Anos mais tarde sente-se impelido ao ouvir as palavras do missionário Pe. Ângelo Vinco que voltara da África. Aquele povo sofrido conquistara então seu coração.

Aos 23 anos Daniel é ordenado padre e aos 26 pede para compor um grupo de 6 missionários que partiriam para África é o mais novo da expedição. Em 1867 fundou o Instituto dos Filhos do Sagrado Coração de Jesus, que hoje tem o nome de Missionários Combonianos do Coração de Jesus (MCCJ), os membros desta instituição estão hoje nos cinco continentes. Neste ínterim o lema de Comboni passa a ser: Salvar a África por meio dos Africanos, ele então com um grupo de companheiros funda colégios para homens e mulheres, ao mesmo tempo leva ao continente africano o primeiro grupo de missionárias a percorrer aquelas terras.

Em 1878, é nomeado Bispo de toda África Central, vindo a falecer no dia 10 de outubro de 1881 em Cartum no Sudão devido as terríveis febres que assolavam a região.

Pois bem, quando meus institutos vagavam à deriva e, na África, os meus missionários morriam sem qualquer perspectiva de luz e eu ardia em febre em Cartum, o que me levou a ficar firme até a morte no meu posto foi a convicção e a certeza da minha Vocação Missionária e o meu profundo amor ao Coração de Jesus. (Daniel Comboni)

Que a exemplo deste grande missionário, possamos doar-nos inteiramente até as últimas conseqüências aqueles a quem o Pai nos enviou.

São Daniel Comboni, Rogai por nós…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀