EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Sétimo dia da Páscoa de Dom José Song Sui Wan

Dom Song na sua solicitude com o povo

No dia 15 de novembro, às 14h30min, nosso querido irmão Dom José Song Sui Wan, 4º bispo de São Gabriel da Cachoeira, realizou sua páscoa definitiva. Tinha completado 71 anos no dia 16 de maio. Há vários anos sofria do mal de Parkinson e ultimamente também teve um câncer no fígado. Foi submetido a uma grande cirurgia no dia 29 de outubro, mas não teve mais condições de se recuperar e morreu com infecção generalizada. A Sra. Lay, irmã de Dom Song, veio dos Estados Unidos e o acompanhou durante dois meses. A companhia dela trouxe grande conforto ao Dom Song.

No dia 16,  Dom Airton José , arcebispo de Campinas,  e mais de trinta padres concelebram a missa de despedida. O Diácono Gilson Araújo, que será ordenado padre em Yauaretê, no próximo dia 15 dezembro, representou nossa Diocese: leu uma mensagem que enviei e também rezou a Ave Maria em Tukano.

Dom Song me ordenou como seu sucessor em São Gabriel da Cachoeira, no dia 24 de maio de 2009. Quando escolhi esta data para a ordenação, sem dar-me conta de que era também a festa de Nossa Senhora Auxiliadora, Dom Song logo me disse: “Bem que estava vendo o dedo de Nossa Senhora na tua indicação para ser bispo daqui”.

Primeiro, e até agora, único bispo chinês no Brasil, migrou de Xangai, China Continental, juntamente com sua família, quando tinha dezoito anos.  Ele conquistava a todos com sua simplicidade, sua bondade, seu sorriso alegre e cativante. As crianças de todos os recantos por onde ele passou jamais esquecerão o padre e o bispo mágico e músico. Dom Song foi professor e formador em mais de dez instituições de ensino dos salesianos, no estado de São Paulo. Aplicam-se a ele as palavras que escutamos na liturgia de domingo passado: “Os que tiverem sido sábios brilharão como o firmamento; e os que tiverem ensinado a muitos o caminho da virtude brilharão como as estrelas, por toda a eternidade” (Daniel, 12,3).

Os alunos das escolas de São Gabriel quando vinham me saudar e conhecer me perguntavam: “Bispo, você faz mágica?” Sem jeito, dizia que não.  Olhavam para o piano que Dom Song deixou na sala e perguntavam: “Bispo, você toca piano”. Mais sem graça, repetia que não. E eles, com olhar desapontado, pareciam me dizer: “Coitado, este bispo não está com nada!”

Na última viagem à Roma,  durante a “visita ad limina” na companhia dos bispos do Amazonas,  Dom Song tocou algumas músicas e fez mágicas diante do Papa João Paulo II, que também  padecia do mal de Parkinson. O Papa ria muito e reagia como as crianças que, após  cada apresentação, pediam: “outra, mais uma!”

Seguindo o exemplo do Bem Amado Irmão e Senhor Jesus que falava em parábolas, Dom Song em todas as suas pregações ou conferências contava historinhas que todos compreendiam e assim conseguiam captar o sentido da sua mensagem.

Dom Jose Song em visita ao Rio Negro com as FMA's e Dom Odilo Scherer
Dom Jose Song em visita ao Rio Negro com as FMA’s e Dom Odilo Scherer

Dom Song deixou também sua marca indelével junto às famílias. No início de seu ministério visitou todas as casas, uma por uma, em todas as ruas. Na Cúria Diocesana encontra-se um fichário com informações preciosas sobre cada família de nossa cidade.

Em meados de julho visitei Dom Song pela última vez. Devo agora pedir-lhe perdão por não ter sido possível atender um pedido que me fez com insistência. Queria retornar comigo à São Gabriel para entregar seus sofrimentos e seus últimos dias pela Igreja do Rio Negro e ser sepultado aqui onde viveu os fecundos sete anos como incansável e generoso bom pastor de todos .

Obrigado, Dom Song, pelo bem imenso que fez aos “parentes” das mais de quinhentas aldeias indígenas espalhadas ao longo do Rio Negro e de seus numerosos afluentes. Foram dias incontáveis navegando de “voadeira” sob o sol abrasador ou sob as chuvas torrenciais para levar às comunidades a alegria da visita, a força da Palavra e a graça dos Sacramentos.

Na pessoa do Pe Edson Donizetti Castillho, Inspetor de São Paulo e do Pe Reinaldo de Oliveira Barbosa, Diretor do Liceu Nossa Senhora Auxiliadora, agradeço em nome da Diocese de São Gabriel da Cachoeira os cuidados médicos e o carinho fraterno que os salesianos dedicaram ao Dom Song nos quatro anos de calvário  que precederam a sua  ressurreição com Jesus Cristo Nosso Senhor.

Agora, na penumbra da fé, já podemos contemplar nosso amado Dom Song encantando os Anjos e os Santos com suas músicas e magias na festa que no céu nunca se acaba.

Até logo, querido e saudoso Dom Song. E vai preparando um lugarzinho para nós que não queremos perder a festa de jeito nenhum!

Dom Edson Tasquetto Damian

Pobre bispo do mato

São Gabriel da Cachoeira, AM, 21 de novembro de 2012,

1 comentário em “Sétimo dia da Páscoa de Dom José Song Sui Wan”

  1. Nosso gde amigo, nosso “Dom Bosco do Oriente” nos deixou! Tive o privilégio de estar com ele um mês antes de seu falecimento. Estava consciente da gravidade da doença, mas mesmo assim esbanjava sorriso e simpatia. Conversamos e rimos por longas horas! Ao se despedir de mim, fez questão de me acompanhar até o portão de sua residência salesiana em Campinas. Deu-me um “tchau”, um aceno com as mãos… mal sabia eu que seria o último! Descanse em paz, gde amigo de Deus e nosso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀