EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Religião e políica (1)

Religião e política (1)


Sempre surgem vozes condenando as opiniões da Igreja quando o assunto é política. Para esses a Igreja deve ser um mero enfeite ou aliada aos poderosos de turno. Mas a Igreja católica não é omissa. Quando falo de Igreja estou me referindo aos milhares de fiéis e agentes de pastorais que estão no meio do povo evangelizando. Gostaria de incluir também as outras Igrejas, mas vejo que muitas estão mais interessadas em privilégios pessoais elegendo seus pastores-políticos do que com o bem comum da população. A diferença entre nossas opções católicas com as outras Igrejas, principalmente as pentecostais, é que não queremos formar guetos políticos, mas lutar pelo bem de todos, especialmente dos 14 milhões de excluídos famintos

Política é a arte de governar o bem comum O povo merece o melhor. Ultimamente não estamos recebendo o melhor das decisões políticas. As políticas sócias e públicas são, teoricamente, excelentes, mas a concretização das mesmas esbarra sempre nas gavetas daqueles que têm outros interesses, que não são exatamente o bem comum do povo, ou seja, a segurança, a justiça, o emprego, a saúde, a moradia, etc. Política democrática num Estado de Direito como é o Brasil acontece no debate e no pluralismo ideológico, isto é bom. Contudo, este mesmo Estado de Direitos, não pode caducar com os mesmos caciques que mandam nos Estados ha décadas sucessivas. No Amazonas, por exemplo, temos mais políticos descontinuadores de projetos de governo do que crescimento ordenado e sistemático.

Nossa cidade de Manaus cresce assustadoramente e desorganizadamente. Sei que é difícil para um governante controlar esta situação, contudo uma boa política rural evitaria ou até controlaria o êxodo rural e a vinda em massa de pessoas de outros Estados. O Amazonas ainda atraia pelo chamado emprego fácil. Até parece que é verdade! Na verdade o Pólo Industrial de Manaus é uma faca de dois gumes: existirá enquanto não mudarem as regras elaboradas nas políticas federais e deixará de assistir, deixando-nos na miséria, assim que esses privilégios mudarem. Nossos políticos de turno sabem disto e os novos, quem sabe!

A Igreja não pode deixar de considerar essas situações no momento de ajudar o Povo de Deus a votar. Nossa missão é apresentar as propostas de governabilidade, do bem comum, da justiça. Os candidatos não deveriam estar a serviço de caciques políticos e de pactos partidários oportunistas , mas do Povo. Lembrem-se disto.



NB: Esta série de artigos estão sendo publicadas em dois jornais da capital: O Estado do Amazonas, aos domingos; Jornal Extra, publicação quinzenal.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀