EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

O PAPA FRANCISCO RECORDA SALESIANO BISPO SECRETO

Por ANS –

No final da Audiência concedida à Comunidade do Pontifício Colégio Ucraniano, de São Josafá, ontem, 9 de novembro – por ocasião do 85° da construção da sede do Colégio Ucraniano, no ‘Colle Gianicolo’, desejado pelo Papa Pio XI – o Papa Francisco recordou com afeto e agradecimento o salesiano bispo Dom Estêvão Czmil.

“E não gostaria de terminar sem recordar uma pessoa que me fez muito bem quando, em 1949 – a maioria de Vocês não tinha nascido! – eu cursava a última classe elementar. Refiro-me ao P. Estêvão Czmil (depois consagrado Bispo secretamente, aqui em Roma, pelo Arcebispo Maior de então). Ele celebrava a Missa ali (em Buenos Aires.NT). E não havendo perto uma Comunidade ucraína, alguns se prestavam para ajudar-lhA. Foi com ele que eu aprendi a assistir à Missa no Rito ucraniano: ensinou-me tudo. Assim, duas vezes por semana cabia a mim ajudar-lhe a Missa. Fez-me muito bem isso, porque esse homem falava das perseguições, dos sofrimentos, das ideologias que perseguiam os cristãos. Ensinou-me além disso a abrir-me a um rito diferente, que por sua beleza ainda guardo no coração. Dom Svjatoslav Shevchuk, quando eu estava em Buenos Aires, me havia pedido testemunhos para abrir o processo de canonização desse Bispo, que fora ordenado (Bispo) secretamente. Queria recordá-lo hoje, porque é de justiça agradecer, perante Vocês, pelo bem que ele me fez. Obrigado!».

O P. Czmil, nascido em 1914 em Sudova Vyshnia, Ucrânia, deixou o seu País por motivo das dificuldades religiosas e políticas da Ucrânia. Chegou ao aspirantado salesiano de Ivrea, Itália, e depois foi ao noviciado, em Villa Moglia, Chieri, também Itália, e professou os primeiros votos salesianos em 1936. Terminada a formação teológica em Roma, foi ordenado de sacerdote em 1945. Tendo partito como missionário para a Argentina, foi encarregado dos prófugos e emigrados ucraínos de Ramos Mejia, município da atual grande Buenos Aires. Voltou depois à Itália, onde, em Roma foi Diretor do Pontifício Seminário menor para jovens ucranianos da diáspora, de 1961 a 1967 e de 1976 até sua morte (1978).

A perto de dois decênios da sua morte, João Paulo II acolheu o P. Stepan Czmil no Colégio Episcopal, após reconhecer a validade da sua Ordenação Episcopal, ocorrida secretamente aos 4 de abril de 1977.

Testemunhou o Cardeal Lubomir Husar (1933-2017), Ex-Arcebispo Maior de Kiev: “O P. Stepan (Estêvão) era de tal forma santo que a sua santidade passava despercebida: mas ela realmente residia nele, desprendendo-se do seu modo de ser, iluminando a todos os que entrassem em contato com ele”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CURATORIUM DO CRESCO

No dia 22 de fevereiro em Tlaquepaque, Jalisco, México, os Inspetores das regiões do Cone Sul e Interamérica se reuniram para participar do Curatorium do

Leia mais

BOSCOFOLIA 2024

No dia 13 de fevereiro, o Pró Menor Dom Bosco, na Zona Leste de Manaus, foi palco de uma celebração única neste Carnaval. O BoscoFolia

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

plugins premium WordPress
Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀