EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

O jovem mora no coração dos bispos

INDAIATUBA, terça-feira, 16 de maio de 2006 (ZENIT.org).- A preocupação do episcopado «é sincera quanto à qualidade de vida da juventude brasileira», pois «o jovem mora no coração dos bispos», revela um prelado responsável da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) para tratar o assunto.


Dom Maurício Grotto de Camargo é um dos bispos comprometidos na redação do subsídio que a CNBB discute esses dias na Assembléia Geral que se realiza em Itaici (município de Indaiatuba, São Paulo) até esta quarta-feira, dia 17. O evento tem como tema principal a evangelização da juventude.


O texto terá seu processo de reflexão estendido às dioceses, paróquias e comunidades, antes de se tornar um documento oficial do organismo episcopal, provavelmente em 2007 ou 2008.



«Já em 1979, os bispos da América Latina e Caribe reunidos em Puebla, México, faziam a opção preferencial pelos jovens. O jovem sempre foi a esperança da Igreja, e nós desejamos que a Igreja não deixe de ser, enquanto portadora da pessoa de Jesus Cristo vivo, uma grande esperança do jovem», afirmou Dom Maurício Grotto.



Mas de 1979 pra cá tantas coisas mudaram –constatou–. «Hoje o perfil da juventude é muito complexo porque é muito diversificado. Existem muitas culturas juvenis».



O bispo explicou que já em 1979 a metade da população latino-americana era composta de jovens. Essa realidade não mudou muito, embora tenha aumentado o índice de longevidade.



«73,6% dos jovens entre 15 e 24 anos que se declararam no censo brasileiro do ano 2000 católicos (34 milhões aproximadamente), destes, pouco mais de 10%, ou seja, praticamente 3,5 milhões de jovens, são católicos praticantes», afirma Dom Maurício Grotto.



Ou seja –prossegue o prelado–, «apenas 10% participam das nossas comunidades, de nossas paróquias, da nossa vida sacramental, e, de modo especial, da missa. E mesmo nesse universo de católicos jovens praticantes, a pluralidade é muito grande. São muitos movimentos, muitas pastorais».



Diante dessa realidade, o bispo afirma que a primeira preocupação é interna. «Nós precisamos e desejamos promover uma revisão e uma organização das nossas próprias forças juvenis», diz.



Em segundo lugar, «dentro desse universo de 10%, nós desejamos fazer crescer o grau de coesão, de comunhão», já que «a união faz a força».



«Isso porque nós temos em vista aqueles 63,6% dos jovens que se declaram católicos, mas que não tiveram ainda o encontro vivo e pessoal com Jesus Cristo. E por isso mesmo não tiveram ainda a oportunidade de se apaixonar e fazer uma adesão livre e consciente ao projeto de vida que Jesus propõe», revela.



Segundo Dom Maurício Grotto, uma juventude católica praticante, melhor organizada e com melhor grau de coesão e comunhão é convidada a descobrir quais são os caminhos para se conectar com as diversas culturas juvenis do mundo.



O bispo explicou que a Assembléia Geral dos bispos trabalha em um subsídio, um estudo, e que pelo momento esse texto ainda não se trata de um documento.



Trata-se do «início de um diálogo, de um processo», revela. Um documento oficial sobre a evangelização da juventude deve ser publicado pelo organismo episcopal brasileiro apenas em 2007 ou até mesmo em 2008.



Este texto «vai agora às bases, vai circular pelas paróquias, pelos grupos, pelas comunidades». Com isso vai fermentar e caminhar novamente até as instâncias episcopais responsáveis em âmbito nacional.



Segundo o bispo, o mais importante disso tudo é que os bispos estão preocupados e dispostos a dialogar tanto com a juventude católica praticante como com aquela juventude que não é praticante, e até mesmo aquela que se declara membro de outra denominação religiosa, ou até mesmo sem religião.



Dom Maurício Grotto explica que a preocupação do episcopado não é dogmática, mas sim pastoral. «Nossa preocupação é dialogar em uma linguagem que o jovem possa compreender», pois o jovem é aquele que busca inspiração para um projeto de vida, para construir sua felicidade, e «o jovem mora no coração dos bispos», disse.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀