EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

MAMÃE MARGARIDA

MAMÃE MARGARIDA


O estudo moderno da psicologia confirma que nossa personalidade, afinidades, preferências, estão profundamente relacionadas ao meio e pessoas com que tivemos nossos primeiros anos de convivência, outros afirmam ainda que desde o seio materno o nascituro recebe informações comportamentais pela profunda simbiose que une mãe e filho. As lutas, dificuldades, as carências e mesmo os excessos, podem assumir dimensões positivas ou negativas se não forem acompanhadas de um justo equilíbrio entre o “cobrar e o dar”, entre as exigências e o carinho. Valores são aprofundados, aperfeiçoados, porém a essência, a motivação do agir da pessoa será sempre, em grande medida, motivada pelas experiências vividas, sobretudo, no lar, na colaboração responsável da educação paterna e materna. Dizem ainda os especialistas que a ausência de uma destas partes pode criar uma pessoa com maiores dificuldades emocionais e relacionais.



Quando olhamos para a figura de Dom Bosco é justo que nos perguntemos – de quem herdou Joãozinho tanta coragem, tanta capacidade de amar, tamanha sensibilidade pelos outros? De quem aprendeu tantos valores?



Há uma frase de caráter popular que exprime bem o sentimento que temos quando nos aproximamos da imagem de Dom Bosco: “por trás de um grande homem existe sempre uma grande mulher”. No caso de Dom Bosco esta expressão se apresenta no plural, existem grandes mulheres, as mães do oratório, Maria Auxiliadora, Mamãe Margarida. Não é necessário, a meu ver, estabelecer uma escala de importância para elas, pois cada qual no seu tempo e missão é providência de Deus na realização de sua Obra. Por tal motivo não me parece ousadia afirmar que Dom Bosco é “grande” na medida em que Mamãe Margarida assume com coragem e confiança em Deus as responsabilidades de Mãe viúva, de camponesa valente, de educadora da fé. Certamente tudo que Dom Bosco realiza em sua vida é motivado por forças sobrenaturais da graça de Deus, que operam nele de forma ordinária, cotidiana e providente e em todas essas situações é possível perceber a presença de Mamãe Margarida, como intercessora, facilitadora da graça de Deus, que “aposta” no filho, que o incentiva a estudar, como se percebesse a grandeza do projeto de Deus para ele, como se o projetasse para além do seu pequeno povoado, como se na sua incapacidade de ler qualquer texto, por ser analfabeta, fosse capaz de ler o coração de seu pequeno filho. O que motivava Mamãe Margarida certamente não era o desejo de ter um filho “letrado”, “bem de vida”, como muitos de que levavam os seus para estudar, do contrário, não teria ela mesma o advertido de que não entraria em sua casa se enriquecesse. O que a motivava então a realizar grandes sacrifícios? Não podemos por palavras na boca desta santa mulher, mas não seria de mais pensar que ela percebe no filho sinais da presença do Deus que o chamava para o serviço do seu povo? Não é Mamãe Margarida a primeira a deduzir que o seu sonho, por tantos interpretado, seja um convite de Deus para o sacerdócio? Não teria esta mulher simples se inspirado na Virgem Mãe de nosso Salvador que ao ouvir seu filho falar das coisas de Deus guardava tudo em seu coração?



Assim como tantas outras pessoas, Mamãe Margarida é pessoa providencial na vida de Dom Bosco quando precisa de um lugar para morar, providente quando leva suprimento ao seu filho que estuda em outra cidade, de orientadora espiritual quando ensina ao filho as práticas da caridade e da piedade cristã.



Deus fez de Dom Bosco um grande homem e nos orgulhamos de que seja filho de uma mulher simples e batalhadora, que em tantos pontos assemelha-se às nossas mães, que ele tenha se utilizado desta mulher para formar o coração daquele pequeno Joãozinho, que como sua mãe lia os corações.
Mamãe margarida cuida de nós!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀