EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

JORGE DAMASCENO APRESENTA A JOVENS SALESIANOS A SUA HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

Por COMSOC/ISMA –

O Colégio Dom Bosco, no centro de Manaus, recebeu hoje (23) a palestra com o ex-dependente químico Jorge Damasceno que através do ‘Movimento Brasil Sem Drogas?’ realiza palestras em escolas pelo país alertando jovens sobre o perigo das drogas.

Durante duas horas Jorge Damasceno contou sobre sua vida para cerca de 500 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio dos Colégios Dom Bosco, Santa Terezinha, Madre Mazzarello e Casa Mamãe Margarida.

Filho de uma rica família de Fortaleza, Jorge Damasceno passou mais de trinta anos dos seus 56 como dependente químico. “Comecei a usar drogas aos 13 anos por curiosidade e a partir daí, por mais que minha família tentasse me tirar desse mundo, eu fui me afundando cada vez mais, me tornando usuário de todos os tipos de drogas, que para consegui-las cheguei a roubar e me prostituir” contou Damasceno.

Sob os olhares atentos e assustados da plateia sobre o seu passado, Damasceno os alertou das portas de entrada para o vício “Quando se é jovem pensa-se que se pode tudo, e muitas das vezes deixamos de lado nossos verdadeiros amigos, nossos pais, irmãos e família para buscar alegrias passageiras e ‘amigos’ que nos mostram caminhos que nos fazem sentir diferentes como o alcoolismo e as drogas”, disse.

Muito objetivo em suas colocações, e sem esconder o seu passado, relatou o resultado de sua experiência “Perdi minha juventude, meus estudos, meus amigos de colégio, minha família. Meus pais faziam de tudo para que eu saísse dessa vida. Ganhei carros, viagens, apartamentos caríssimos e luxuosos e os perdi para as drogas. Morei por dois anos nas ruas, sofri, apanhei, fui preso cinco vezes roubando para poder pagar o vício. Escolhi a vida da prostituição e do prazer. Hoje olho para trás e me arrependo de ter perdido a minha vida”.

Damasceno conversou francamente com os jovens e pediu para que todos fossem mais amigos de seus pais e familiares, e que não se afastassem de suas religiões “Eu me arrependo de ter deixado minha família de lado, casei seis vezes, tive seis filhos, troquei minha vida pelas drogas, meu pai morreu tentando me salvar. Peço que todos vocês encontrem em seus pais seus melhores amigos, não escondam nada, não tenham medo de conversar. E não se afastem de Deus, a formação religiosa é muito importante para o nosso crescimento espiritual. Vocês são jovens e tem um mundo pela frente. Digam não as drogas” finalizou Jorge Damasceno.

Ganhador de um prêmio da UNICEF pelo trabalho de prevenção contra as drogas, que faz no Estado do Ceará e junto aos jovens pelo Brasil, Damasceno estimula a prevenção e a conscientização sobre os malefícios produzidos pelo consumo dos entorpecentes. Em Manaus até o próximo dia 25, ele estará visitando escolas para dar seu testemunho de vida.

1791d10d-24ab-41bf-aaec-a45942920078 98493aac-0cd2-473b-9535-9ffc6ffed8b1 ae0d0fc6-4683-4195-99a7-5e297c9f421f b4d2ef91-ba17-4aeb-97a0-bfa0b973e717 b4d8264d-d35e-4bdb-91a6-a02442761920

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

BOSCOFOLIA 2024

No dia 13 de fevereiro, o Pró Menor Dom Bosco, na Zona Leste de Manaus, foi palco de uma celebração única neste Carnaval. O BoscoFolia

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

plugins premium WordPress
Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀