EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Itália – Aniversário de Dom Bosco na expectativa do bicentenário

O dia 16 de agosto, reunido com cerca de 50 concelebrantes, por vários jovens e membros da Família Salesiana, o Reitor-Mor presidiu a eucaristia no templo superior do Colle Don Bosco por ocasião do 191° aniversário de nascimento de Dom Bosco. O dia começou com a tradicional peregrinação de Castelnuovo ao Colle Don Bosco. Durante a caminhada, os numerosos fiéis foram animados na oração e no canto pelo pároco do Colle, padre Franco Burzio. Na segunda parte da manhã, padre Pascual Chávez presidiu a celebração da eucaristia. Com ele, padre Pietro Migliasso, inspetor da Circunscrição Especial para o Piemonte e Valle da Aosta, e padre Luigi Basset, diretor da comunidade salesiana do Colle Don Bosco. “Queremos celebrar Dom Bosco como filhos, agradecendo ao Senhor, que nos deu um pai e mestre”, ressaltou na sua homilia o Reitor-Mor. Comentando as leituras que falavam do nascimento, da vocação e missão de São João Batista, padre Chávez salientou mais uma vez que em Dom Bosco Deus deu aos salesianos um modelo de vida. Desse fato deriva o empenho para todo salesiano em conhecer e imitar o pai fundador no serviço aos jovens, “entregando-se à missão com paixão e com toda energia para realizar a própria vocação, para lançar iniciativas corajosas, aceitando o desafio, para ter um coração de pai sensível à pobreza material, psicológica e espiritual dos jovens”. Durante a celebração, seis jovens salesianos renovaram a profissão religiosa e os noviços de Pinerolo entregaram ao Reitor-Mor o pedido de admissão à primeira profissão. No final, padre Chávez dirigiu-se com os concelebrantes e fiéis à igreja inferior do templo, onde benzeu a imagem de Dom Bosco contendo uma valiosa relíquia do santo, na urna de madeira dourada usada em 1929 para a transferência do corpo de Dom Bosco de Valsalice para Valdocco. A imagem, réplica daquela que é conservada na Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora de Turim, foi feita em gesso e resina pelo escultor Gabriele Garbolino que utilizou a máscara originaria do rosto de Dom Bosco realizado por Cellini em 1888, artista e escultor da primeira estátua. A obra, foi concluída graças à contribuição do mestre Mosca e dos seus alunos da Escola de Restauradores no Ser.Mi.G. de Turim, pelo senhor Pittarel, sapateiro pessoal dos últimos papas, que fez os sapatos em couro preto como os originais; pelos senhores Musso e Pavetto que, com a contribuição dos ex-alunos alfaiates de Valdocco, prepararam a veste talar. A imagem veste um paramento bordado em ouro, bordado pelas filhas de Maria Auxiliador em 1929. Padre Sergio Pellini, reitor da Basílica de Valdocco, que coordenou os trabalhos, valeu-se também da assessoria e colaboração dos restauradores coordenados pela mestra Rinetti, dos senhores Berrone, Zappino e Rovano, dos arquitetos Zoncu e Aimar e de Dom Martinacci e padre Zappino para as autorizações da cúria. O próprio Reitor-Mor, visivelmente comovido durante a bênção da imagem, expressou o desejo de que ter uma réplica da figura de Dom Bosco para uma grande peregrinação em todo o mundo de 2010 a 2015, preparando o bicentenário do nascimento do santo.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CURATORIUM DO CRESCO

No dia 22 de fevereiro em Tlaquepaque, Jalisco, México, os Inspetores das regiões do Cone Sul e Interamérica se reuniram para participar do Curatorium do

Leia mais

BOSCOFOLIA 2024

No dia 13 de fevereiro, o Pró Menor Dom Bosco, na Zona Leste de Manaus, foi palco de uma celebração única neste Carnaval. O BoscoFolia

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

plugins premium WordPress
Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀