EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Inspetoria acolhe visitador extraordinário

Manaus/AM – A Congregação Salesiana, atualmente presente em 132 países nos cinco continentes, tem uma estrutura político-organizativa que garante o processo de animação e governo em todas as suas obras. Não sendo possível para o Reitor-mor a visita pessoal em todas as comunidades e obras, o mesmo garante sua presença por meio de representantes. É assim que acontece a chamada visita extraordinária nas inspetorias.

O nosso atual visitador, conselheiro para a América Latina – Cone Sul, é o padre Natale Vitali Forti, italiano de nascimento, missionário no Chile por muitos anos, estará na Inspetoria por um período de 72 dias (de 08 de agosto a 27 de 0utubro). Ele é o delegado do Reitor-mor para fazer a visita extraordinária na Inspetoria da Amazônia; isso significa passar por todas as comunidades salesianas (Pará, Amazonas e Rondônia) ficando em cada uma delas um tempo médio de dois a três dias.

A finalidade da Visita Extraordinária

Por ser evento institucional, essa visita tem finalidades bem precisas, como por exemplo: favorecer e intensificar a comunhão, animar a vida religiosa das Comunidades Salesianas e avaliar a prática das orientações salesianas no que diz respeito ao dinamismo da missão em cada obra.

Para que esses objetivos possam ser assegurado o visitador assume a tarefa estratégica de: ouvir cada um dos irmãos salesianos, conversar com os colaboradores membros das Comunidades Educativas, reunir-se com os organismos de animação e serviço da Inspetoria, fazer confronto entre a práxis da missão e as atuais orientações da Congregação. Ao final de cada visita, o visitador deixa em cada uma das obras um breve relatório com suas devidas observações para que a comunidade local possa cumpri-las.

Natureza fraterna e carismática da visita

Não se trata de uma fiscalização, mas como família que somos, é sobretudo, um serviço fraterno de animação dos irmãos à vivência da fidelidade aos ideais da Congregação diante dos desafios dos tempos e dos mais variados contextos. A visita, portanto, é de natureza fraterna e carismática visando ajudar os irmãos a viverem melhor para serem mais animadores da missão salesiana.

O processo de preparação da visita

Por ser um evento institucional, a visita extraordinária é exigente e, por isso, demanda um longo tempo de preparação que envolve todos os salesianos das comunidades. Antes da visita, cada comunidade salesiana, através do diretor, foi convocada a organizar um dossiê sobre a vida da obra local.

Trata-se um detalhado diagnóstico situacional envolvendo dados numéricos e informações sociais, pastorais e culturais visando radiografar a obra e seu dinamismo. Esse serviço, apesar de exigente, é muito importante porque favorece ao visitador ampliar sua visão da obra para melhor conhecê-la e orientá-la.

Os dossiês comunitários contribuem para a geração de um outro, o dossiê sobre a “situação da Inspetoria”. Esse documento tem como objetivo mapear a situação geral da Inspetoria nos seus mais variados aspectos como: administração, governo, pastoral juvenil, comunicação social, animação missionária, formação, animação da Família Salesiana etc.

Para o Reitor-mor, padre Pascual Chaves, a visita extraordinária “é um tempo forte de sensibilização, tomada de consciência e relançamento da missão”. Rezemos para que dela colhamos bons frutos.

Antônio de Assis Ribeiro (Pe. Bira)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀