EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Igreja no Brasil quer despertar consciências para o significado da Amazônia

BELÉM, quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007.


O que a Igreja no Brasil quer com a edição 2007 da Campanha da Fraternidade (CF) é, primeiramente, que se conheça um pouco melhor o significado da Amazônia para o Brasil e para o mundo.



Foi o que explicou Dom Odilo Scherer, secretário-geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), esta quarta-feira, no lançamento oficial da Campanha, em Belém (Pará, norte do país).



Queremos «que se tome consciência das situações vividas pelos povos da Amazônia e se faça um grande debate sobre as questões amazônicas», explicou o bispo, em seu discurso na cerimônia realizada em Belém. Sob o tema «Fraternidade e Amazônia» e o lema «Vida e missão neste chão», a CNBB promoveu o lançamento da Campanha da Fraternidade fora de Brasília pela primeira vez em 43 edições.



O organismo episcopal escolheu a cidade paraense porque esse Estado, segundo estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é o que tem o maior índice de desmatamento da floresta amazônica.



«Não será possível prevenir e resolver os conflitos originados com a posse e a exploração da terra e de suas riquezas? Não será possível frear definitivamente a queima da floresta amazônica? Como promover o respeito
pelas populações amazônicas, o desfrutamento sustentável com a floresta e de seus recursos, das águas e das riquezas do subsolo?», questionou Dom
Odilo Scherer.



«Como fazer para que a Amazônia, pródiga de vida, em vez de se tornar sempre mais palco de injustiças, de violências e de sangue, seja o chão da convivência harmoniosa e fraterna de muitos povos, raças e culturas?», prosseguiu o bispo, levantando questões que serão colocadas à reflexão neste tempo de Quaresma.



O secretário-geral da CNBB explicou em seguida que a CF propõe iniciativas das comunidades da Igreja e de toda a sociedade para alcançar esses objetivos.



«Igrejas e suas organizações, escolas e universidade, empresas e clubes, comunicadores e profissionais de todos os campos do trabalho, em todo o Brasil, poderão confrontar-se com a realidade da Amazônia e perguntar-se
sobre o quê pode ser feito.»



Em seu caminho de reflexão, a CF, tendo presente o tema de cada ano, em geral, começa com a denúncia das situações que denotam falta de fraternidade e, por isso, são geradoras de conflitos e de violência na
convivência social.



A seguir, a CF levanta critérios éticos cristãos, baseados na sabedoria humana, no ensinamento da Igreja e na Palavra de Deus, para avaliar essas situações de falta de fraternidade e para discernir qual seria a vontade de Deus para a construção de uma sociedade justa e fraterna.



Por fim, a Campanha propõe pistas de ação para suscitar e desenvolver maior fraternidade, sempre no âmbito do tema em questão.



«É preciso elaborar uma ética adequada para a convivência com a natureza, pautada no zelo e a comum responsabilidade», afirmou Dom Odilo.



«Continuar a depredar e a destruir a Amazônia e qualquer outro bioma é uma insensatez, é falta grave de responsabilidade e de fraternidade», prosseguiu o secretário-geral da CNBB.



Segundo explicou o bispo, a CF enfocará também os povos da Amazônia: indígenas, caboclos, quilombolas, nativos ou migrantes, populações ribeirinhas e gente das pequenas e grandes cidades.



«São eles a referência primeira da fraternidade a ser despertada e aprofundada nesse chão», disse.



A Campanha da Fraternidade é organizada e promovida pela CNBB, mas não de maneira centralizada. Uma vez lançada, ela é de toda a Igreja e de suas organizações, das outras Igrejas que queiram aderir a ela e mesmo de toda a sociedade.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀