EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Hotel investe em educação no Aurá

Famílias da comunidade apostam que escola vai mudar sua realidade


A escola Centro de Educação Integral ‘Mamãe Margarida’ começou a ser construída em 2006, com doações e o trabalho voluntário das ‘Damas Salesianas’, em um terreno doado pela própria comunidade para substituir um antigo e velho barracão de madeira. Ano passado, elas conseguiram a doação de 18 sucatas de carros velhos da Secretaria de Segurança Pública do Estado, venderam e iniciaram a obra também com recursos doados por um grupo de delegados e delegadas que visitaram a área, conheceram as famílias e se sensibilizaram com o projeto.


O prédio tem três salas de aula, uma para reforço escolar de 1ª a 4ª série, outra multiuso, biblioteca, consultório odontológico e sala para atividades de geração de renda. O espaço integra o projeto de construção de um Centro de Atendimento Sócio-Educativo, onde serão desenvolvidas ações e atividades já realizadas, até hoje, para cerca de 2.500 crianças e adolescentes da ‘Carlos Mariguela’, mas ainda de forma precária.



Uma das beneficiadas pelo projeto é a família da dona de casa Marta do Nascimento, de 27 anos, que mora na área desde a ocupação. Sozinha, ela cria os filhos Ketlen, de 7 anos, Kevin, 6 e a pequena e inquieta Maria Clara, de apenas 1 ano e 4 meses. Marta vive uma grande expectativa sobre a inauguração da escola para que os dois fihos possam estudar no Centro. Ela reclama que a falta de escola e o atendimento à saúde são os maiores problemas para as crianças e suas famílias. ‘Hoje elas não têm onde estudar, quero que estudem e tenham um futuro melhor porque educação é uma saída’, observa. Para conseguir atendimento médico os moradores da comunidade ‘Carlos Mariguela’ precisam ir até a unidade de saúde do Marco, em Belém.



Dona Maria Antônia Pinheiro Furtado, de 24 anos, chegou na área com dois filhos e gestante do terceiro, Gustavo, hoje com 5 anos, e no local ainda teve Geovana, que está com 3. Ela também considera a falta de escola um problema grave, mas acredita que a realidade vai mudar com a construção do Centro ‘Mamãe Margarida’. O projeto também já beneficia crianças de áreas vizinhas como os filhos da manicure e vendedora de bombons Tereza Cristina Marques Farias, de 26, que mora na ocupação Riacho Bela. Seus quatro filhos já participam das atividades sócio-educativas e esportivas.



Associação



A Associação de Damas Salesianas (ADS) atua em Belém com cerca de 50 mulheres, além de profissionais liberais voluntários que prestam serviços às ações e projetos da instituição. O trabalho de empreendedorismo social é desenvolvido há cerca de 40 anos no campo religioso, de promoção da cidadania, de assitência social, cultura, saúde, educação, esporte, lazer, promoção da cidadania, político, comunicação social, organização empresarial e da família.



A comunidade Carlos mariguela ocupa uma área de 83 hectares há cerca de seis anos, com aproximadamente 20 mil pessoas. Além de educação a ADS irá promover ações de cidadania e proteção dos direitos de crianças, adolescentes e idosos.



íntegra da matéria em: http://www.orm.com.br/oliberal/
Responsabilidade Social
Belém, Quinta, 20/09/2007



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀