EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

HOMILIA NA MISSA DE CORPO PRESENTE DO IR. TOMÁS DI STEFANO

Por P. Jefferson Luis da S. Santos, Inspetor –

 

12.08.2018

19° Domingo do Tempo Comum

Caros irmãos, irmãs, querido Dom Tadeu,

Dia do Senhor! É assim que desde longa tradição foi chamado o primeiro dia da semana – o Domingo.

E o que tem este dia de diferente dos outros? Hoje celebramos a “páscoa da semana”, na qual recordamos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, como alude uma das invocações para o ato penitencial.

Portanto, caros irmãos, o domingo por si mesmo explica a celebração de exéquias que estamos realizando. Em primeiro lugar ele nos recorda a centralidade do Mistério Pascal de Cristo, e a nossa consciência de participação neste mesmo mistério. Os que morrem em Cristo, com Ele ressurgirão. Pela fé nos associamos à oferta de Cristo e nutridos com o pão e o vinho, continuamos nossa jornada como peregrinos, até que o Deus da vida nos chame.

Este é o primeiro aspecto da liturgia de hoje que gostaria de ressaltar – A nossa Jornada. Na primeira leitura deste domingo, extraída do Livro dos Reis, nos é apresentada a figura do grande profeta Elias. Um homem de virtudes admiráveis e dedicação impar à missão a ele confiada, símbolo da fidelidade a Yahweh, mas que nem por isso, foi poupado da provação da dúvida, do sentimento de fracasso e do esgotamento. Elias senta-se embaixo de um pé de Junípero e, como o profeta Jonas, desejando a morte exclama – “Já basta, Senhor. Tirai-me a vida, porque não sou melhor que meus pais”.

A vida religiosa é também um caminho, uma jornada, nem sempre fácil, de busca pelo encontro com Deus. Ir. Tomás a fez, passou por jardins e desertos. Deu testemunho da alegria salesiana e experimentou a aridez da solidão e da perda.

Se queremos a terra da promessa, chegar ao monte Horeb, teremos que aprender o duro caminho das provações. Ir. Tomás hoje contempla o seu Senhor face a face, porque soube ser fiel até o fim. Às vezes comeu e voltou a dormir, mas logo comeu novamente, bebeu, levantou-se e caminhou seus quarenta dias e noites. Completou ontem, às 16h40 sua jornada. Chegou ao monte do encontro com seu Deus.

Mas o segredo para este feito não está na determinação do caminhante, tão pouco na sua boa disposição ou até teimosia em continuar a jornada. A leitura apresenta pão e água como combustível de Elias. Imagem prefigurativa do Pão e Vinho, corpo e Sangue do Senhor.

O segredo da nossa jornada reside, portanto, na qualidade do alimento que nutre nossa alma. Aqui está a importância da Eucaristia diária tão fortemente recomendada por nossas Constituições Salesianas. Quem se alimenta do Corpo e Sangue do Senhor não perece, e mesmo que morra, viverá, disse Jesus no Evangelho!

Falamos da Jornada, do alimento, e para concluir gostaria de me deter brevemente na qualidade da nossa vida fraterna. As opções que fazemos, o caminho que trilhamos é para a eternidade, isso é certo. Mas temos que aprender a fazê-lo com grandeza de alma. Faz parte do otimismo salesiano ser feliz hoje. Por isso diz São Paulo na carta aos efésios – “Não contristeis o Espírito… Seja eliminado do meio de vós tudo o que é azedume, irritação, cólera, insulto e maledicência e toda espécie de maldade. Sede bondosos e compassivos uns para com os outros e perdoai-vos mutuamente. Como Deus também vos perdoou em Cristo”.

Irmãos, nós que dividimos o mesmo caminho e o mesmo pão precisamos ser anjo que anima e levanta uns aos outros, precisamos estar dispostos a não só cumprir nossa jornada, mas também a não deixar que ninguém fique pelo caminho. Precisamos fazer valer a pena o destino e o percurso. É preciso saber acompanhar cada irmão, compreender seus limites e valorizar seus dons.

Irmão Tomás foi um salesiano discreto, às vezes de pouquíssimas palavras, mas sempre muito bem-disposto a ajudar. Era doutor em Pedagogia, com formação em Filosofia, Teologia, Magistério e tantos outros títulos. Fez experiência que não somos capazes de medir, porque cada pessoa também guarda seus mistérios, mas os que foram seus alunos ou estiveram sob seus cuidados testemunham que era um homem bom.

Que nosso querido irmão Tomás, tantas vezes alimentado com o corpo e sangue do Senhor alcance o perdão de seus pecados e mereça agora receber o prêmio dos justos. E para nós que continuamos o nosso peregrinar, sejamos alimentados por esse mesmo Pão que salva e que dá vida.

Assim como Elias foi assistido pelo Anjo, que Maria Auxiliadora, São João Bosco e cada um dos irmãos nos assistam e ajudem a ser fiéis. Amém.

WhatsApp Image 2018-08-13 at 10.24.57 WhatsApp Image 2018-08-13 at 10.24.57 (1) WhatsApp Image 2018-08-13 at 10.24.58 WhatsApp Image 2018-08-13 at 10.27.02

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CURATORIUM DO CRESCO

No dia 22 de fevereiro em Tlaquepaque, Jalisco, México, os Inspetores das regiões do Cone Sul e Interamérica se reuniram para participar do Curatorium do

Leia mais

BOSCOFOLIA 2024

No dia 13 de fevereiro, o Pró Menor Dom Bosco, na Zona Leste de Manaus, foi palco de uma celebração única neste Carnaval. O BoscoFolia

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

plugins premium WordPress
Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀