EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Eucaristia: Pão partilhado para a vida do mundo

EUCARISTIA: PÃO PARTILHADO PARA A VIDA DO MUNDO
RETIRO FS SETEMBRO 2010

Quando eu estava na teologia li o documento oficial do 47º. Congresso Eucarístico Internacional que se realizou em Paris. O título era exatamente este: Eucaristia, pão partilhado para a vida do mundo. É uma expressão muito feliz. A Eucaristia é partilha, reconciliação e vida. Ela revela o dom gratuito de Deus na pessoa de Jesus (Jo 10,10) e, a nossa gratidão a ele pela graça recebida. No dizer de Santo Agostinho, Deus Pai é gratuidade, Ele olha para nós com este amor total e ser reservas. Tal foi seu amor que nos deu o filho: Deus amou tanto o mundo que enviou seu Filho (Jo 3,16). Jesus Cristo é, por sua vez, toda gratidão, Ele pede ao Pai que guarde a todos nós (Jo 17,12b), para que a glória do Pai se manifeste. Consequentemente o Espírito Santo é o consolador, amor que preenche nossas vidas (Jô 16,8-10). Esta teologia trinitária enriquece o sentido da Eucaristia em nossas vidas. Por isso é partilha, comunhão e missão.

Neste sentido, a mesa de Jesus é sinal de igualdade: tudo em todos (1 Cor 3,11). A grande incoerência está quando nossa eucaristia se torna uma mera devoção, um preceito a ser cumprido todo domingo ou todos os dias, mas não é partilha. Quem comunga não pode ficar inerte diante do Mistério .Narro aqui um fato que o grande bispo Dom Luciano Mendes contou no 15º. Congresso Eucarístico Nacional. Dizia ele: numa obra social das irmãs no bairro de Belém, São Paulo, muitas crianças pobres da favela eram atendidas. Um dia, depois dos trabalhos, as irmãs se recolheram para a oração da tarde. De repente alguém tocou a campainha. Uma irmã foi ver quem era. Tratava-se de uma criança muito pobre, suja, assustada, com roupas rasgadas. A irmã perguntou: o que você quer meu filho? O menino respondeu: Eu quero ver Jesus. A irmã ficou intrigada, abriu a porta e disse, entre, entre. Levou o menino até a capela e disse: Olha, Jesus está aqui! O garoto olhou ao redor e com uma cara insatisfeita disse: Não vejo nada, não vejo nada. A irmã encabulada coçou a cabeça e disse: E agora? Olhou para o sacrário, abriu a porta e disse ao menino: Jesus está aqui. O menino ficou na ponta dos pés e exclamou com voz forte: Não vejo nada; Não vejo nada! Então a irmã pensou: Jesus amado e agora que vou fazer? Pegou a âmbula, abriu e mostrou uma hóstia e disse: Eis Jesus! O garoto arregalou os olhos e gritou forte: Oh Jesus, eu te amo! Em seguida saiu correndo. A irmã ficou parada e sem ação.

Eucaristia é isto. Uma realidade que nos faz ver Jesus e sair correndo para comunicar a outros. Não é possível ver Jesus e ficar parado contemplando. Jesus não deu o pão partido e o vinho para ser adorado e nada mais. Neste sentido, o grande santo Tomás de Aquino (1224/25-1273) deixou um ensinamento atualíssimo. Ele diz que o sacramento é SINAL. Não existe, por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀