EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Escolhidos para amar

Dom Nelson Westrupp, scj

Presidente do Conselho Episcopal Regional Sul 1 – CNBB

Ao longo do mês vocacional, queremos prosseguir na recuperação do sentido autêntico de vocação e ministério. Em cada semana do mês de agosto, estaremos conscientizando-nos da responsabilidade que temos no assumir e repartir, no despertar e cultivar as vocações sacerdotais e religiosas, bem como as diversas formas de atuação dos leigos e leigas na Igreja.

Do coração de cada ser humano deveria nascer um cântico de gratidão perene: agradecer ao Senhor pelo dom da vida. No dizer de Paulo VI, “toda vida é vocação”. Ninguém nasce por acaso. Somos fruto do amor de Deus. Em Cristo, Deus nos escolheu para sermos santos e íntegros diante dele (cf. Ef 1, 4)

A Pastoral Vocacional (PV) não é simplesmente uma entre as demais pastorais, movimentos e organismos eclesiais. A dimensão vocacional é “conatural e essencial à Pastoral da Igreja. A razão está no fato em que a “vocação” define, em certo sentido, o ser profundo da Igreja” (PDV, 34). A PV deve criar e motivar uma mentalidade vocacional em toda ação evangelizadora da Igreja. Pois todo cristão é um “vocacionado”, chamado a dar testemunho do Evangelho, escolhido para amar…

A Pastoral Vocacional deve ser uma preocupação constante. Ela exige cada vez mais o envolvimento de todos, tornando-se um decidido e ardoroso compromisso por parte de todos os membros da Igreja. A PV nasce sobretudo da alegria de sentir-se acolhido e conquistado por Cristo (cf. Fl 3, 8-12). É uma exigência que deriva do encontro pessoal com o Senhor Jesus (cf. Jo 1, 40-45). Quem recebe a Boa Notícia do convite para qualquer vocação não pode guardá-lo só para si, não pode deixar de comunicá-lo a outros.

“Vinde e vede”! É a melhor propaganda vocacional. “Foram, viram onde morava e permaneceram com ele aquele dia” (Jo 1, 39). O testemunho é a mediação privilegiada e insubstituível de toda a Pastoral Vocacional, pois coloca em destaque uma vida cheia de alegria ao serviço do Senhor. As vocações dependem muito da transparência da mensagem assumida e vivida que formos capazes de transmitir.

A PV deve envolver as famílias, as escolas, as paróquias, enfim, toda a comunidade eclesial. Por isso, precisamos fazer de tudo para cultivar os ambientes onde nascem as vocações..

Nesse sentido, vale lembrar ainda a necessidade da oração assídua pelas vocações sacerdotais, religiosas e leigas.

Nutro grande esperança de que nossas Igrejas Particulares, iluminadas pelo tema do 2º Congresso Vocacional do Brasil (de 02 a 06 de setembro próximo): “Igreja, povo de Deus a serviço da vida”, e impulsionadas pelo seu lema: “Ide também vós para a minha vinha” (Mt 20, 4), farão avançar decididamente o dinamismo vocacional de nossas Paróquias e comunidades eclesiais. “Para isso é preciso que todas as forças vivas das comunidades estejam comprometidas com a divulgação, o estudo, a reflexão, a oração deste significativo acontecimento eclesial. Que ele seja um verdadeiro mutirão vocacional. Ninguém deve excluir-se ou se dispensar da participação, pois a palavra do Senhor é dirigida a todos: “Ide também vós para a minha vinha!” – Mt 20, 4 (Texto-Base do 2º Congresso Vocacional do Brasil, n. 125).

Enquanto durar a Igreja peregrina, o Senhor da Messe não deixará de passar e bater à porta dos corações. Mas Ele quer que o seu chamamento ressoe e seja ouvido por nosso intermédio e pela nossa oração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀