EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Encontro com o Reitor-Mor em Lorena

O Pe. Pascual Chávez está em Aparecida participando da 5ª Conferência do CELAM. A convite do inspetor de São Paulo, ele esteve em Lorena, num encontro com todos os formandos salesianos, Filhas de Maria Auxiliadora e outros membros da FS.

Nossa comunidade do PIO XI saiu cedinho para ir ao encontro daquele que representa Dom Bosco hoje. Às 10h00 tivemos a celebração da Eucarística presidida pelo Reitor-Mor. Na homilia ele destacou o sentido da presença do Senhor ressuscitado em nossas vidas. Para ele tudo converge. Sem ele não seriamos nada. Somente Jesus nos dá o verdadeiro sentido da vida. Ele nos lembrava que somente na generosidade é possível seguir Jesus e ser fiel a ele, pois assim foi Dom Bosco.

Depois da missa, fomos para o auditório e ouvimos novamente as palavras do Pe. Pascual. Num discurso breve e direto ele nos comunicou primeiramente:


1. No dia 28 de outubro serão beatificados os 63 mártires espanhóis;



2. No dia 11 de novembro ainda este ano será beatificado na Argentina o jovem indígena Zeferino Namuncurá;



3. Depois nos falou da santidade salesiana;



4. Outra comunicação importante é que Pe. Pascual passará a festa de Maria Auxiliadora em Lorena. No dia 24 na paróquia Dom Bosco haverá missa com a presença do cardeal Maradiaga e outros bispos salesianos.



5. Comunicou também que na Conferência a presença salesiana é a maior: 13 bispos, 2 FMA e ele.



Após as noticias de família Pe. Pascual direcionou a reflexão para alguns pontos importantes do carisma salesiano hoje no Brasil, chamando, sobretudo, os formandos para um maior empenho na formação. A formação deve acontecer como faz alguém que planta uma árvore. Não queremos que ele cresça sem raízes. Primeiro as raízes devem penetrar bem fundo na terra para dar qualidade à árvore e ela assim pode crescer e dar muitos frutos. Em seguida ele nos ilustrou com três idéias importantes para a nossa missão hoje:



1. Não basta ter grandes prédios, universidades e muitas obras. É preciso educar e evangelizar os jovens. Sem este processo evangélico, nossas ações são vazias e sem significado. A acolhida dos jovens, sobretudo dos pobres, e a proposta evangelizadora precisam ser mais bem articuladas;



2. Este processo de evangelização e educação deve penetrar na vida dos jovens a tal ponto de levar a uma transformação da sociedade. Dom Bosco queria bons cidadãos, homens e mulheres empenhados na qualidade de vida de toda a sociedade. Através desta cidadania ativa brotava o cristão consciente e comprometido;



3. A ação evangelizadora educativa deve promover as vocações. Os jovens estão conosco, mas é cada vez mais difícil que eles queiram permanecer com Dom Bosco. O que está acontecendo? Onde está a nossa força de atração? Nossa presença no meio dos jovens deve dar qualidade de vida e opção vocacional. Domingos Sávio é santo porque teve Dom Bosco e Dom Bosco é santo porque soube atrair Domingos Sávio. “E nós, perguntava Pe. Pascual”, temos nosso Dom Bosco? Quem nos guia? Quem nos orienta?”. Não é possível crescer sem ajuda”.



Depois destas palavras ele disse: “Aqui quem fala é o sucessor de Dom Bosco, e eu espero que vocês façam o que estou pedindo”. Após a benção de Maria Auxiliadora fomos para o almoço e no final os grupos tiraram fotos com Pe. Pascual.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀