EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Congresso Missionário analisa a evangelização no Continente.

O Espírito nos empurra em muitas direções”, afirma dom Luis Augusto Castro
quinta: 14 de agosto de 2008

“América Latina e Caribe não são o Continente mais pobre do planeta. A África é [o país mais pobre]. Mas nosso continente é o que mais usa viseiras e, portanto, o continente com mais iniqüidade no planeta”. A afirmação é do arcebispo de Tonja (Colômbia), em conferência proferida na manhã desta quinta-feira, 14, durante o 3º Congresso Americano Missionário e 8º Congresso Missionário Latino-americano (Cam3-Comla8), em Quito (Equador).

O arcebispo comparou a exclusão a um câncer de que o continente latino-americano padece e que precisa ser freado o quanto antes. “O bem-estar da Suíça e a pobreza da África estão presentes em nosso continente porque, especialmente no mundo do bem-estar, cada um usa sua viseira”, sublinhou, usando a alegoria do cavalo de corrida que usa viseira para olhar só para frente.

Segundo o religioso, o Espírito Santo empurra o cristão a olhar também para o lado e usar de solidariedade para com todos. “O Espírito tem como uma de suas tarefas especiais tirar-nos todas as viseiras para que em nós se dissipe toda cegueira e se desperte a solidariedade com os que estão ao nosso lado. A solidariedade vai além das fronteiras da Igreja, atinge toda a sociedade”.

Interrompido várias vezes pelas palmas da assembléia, dom Castro usou uma linguagem simples e popular em sua conferência, recorrendo a imagens e fatos da vida para explicar como o Espírito Santo atua na vida dos cristãos. “O Espírito nos empurra em muitas direções: para fora, para todos, para dentro, para o fundo, para o lado, para trás, para frente, para baixo e, sobretudo, para cima”, disse. “Que quer dizer nos empurra! Quer dizer que ele é uma força que irrompe, uma energia criativa, um motor que põe em movimento, uma fonte de vitalidade, um fator de comunicação, um construtor de unidade”, explicou.

Dom Castro condenou o que chamou de “uma ética agressiva frente à natureza, derivada de uma vontade de domínio ilimitada, que o move a apropriar-se da natureza, rompendo todos os equilíbrios”. Ele afirmou a urgência de se cuidar do planeta e que, para isso também, há necessidade do “empurrão” do Espírito Santo. “Necessitamos uma vez mais e com urgência do empurrão para baixo, dado pelo Espírito Santo, para poder dar-nos conta de que do mesmo modo que a dignidade humana é fonte de todos os direitos humanos, assim também a dignidade da criação é fonte de todos os direitos dos animais, das plantas e da terra inteira”, destacou.

Ao lembrar que o Espírito Santo “empurra” para todos, o arcebispo insistiu na necessidade de se abrir a outras culturas e povos. “Cada povo, cada religião e cada cultura têm uma verdade que manifestar. O encontro com os que não são de nosso grupo, de nossa cultura, de nossa religião, pode nos enriquecer”.

Para ele, quem tem o Espírito Santo se sente empurrado para fora e se sente missionário. “Pentecostes é sentir seu empurrão para fora; é descobrir-nos em movimento”, disse. “Nosso Pentecostes é tomar consciência de ser discípulos missionários; é dar-nos conta de que já não podemos ficar fechados, que temos de sair, que o pequeno mundo em que vivemos nos fica muito estreito, que temos que nos mover pra a outra margem como nos pede Aparecida”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CURATORIUM DO CRESCO

No dia 22 de fevereiro em Tlaquepaque, Jalisco, México, os Inspetores das regiões do Cone Sul e Interamérica se reuniram para participar do Curatorium do

Leia mais

BOSCOFOLIA 2024

No dia 13 de fevereiro, o Pró Menor Dom Bosco, na Zona Leste de Manaus, foi palco de uma celebração única neste Carnaval. O BoscoFolia

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

plugins premium WordPress
Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀