EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Congresso Continental sobre as Memórias do Oratório

O Centro Regional de Formação Permanente de Quito teve a iniciativa de organizar este Congresso para aprofundar ainda mais as Memórias do Oratório (MO). Estamos aqui 77 congressistas de 15 países da América Latina: 30 salesianos, 15 leigas, 14 FMA, 17 leigos e um teólogo. Quarenta e três já terminaram o curso de docência de salesianidade. Um número bastante expressivo. 

Iniciamos o dia de hoje com as Laudes solenes e depois com uma bela mensagem do Reitor-Mor que nos disse, entre outras coisas: “Nossa identidade encontra a sua referência imediata no rosto de Dom Bosco; nele a identidade tem credibilidade. Por isso, o primeiro passo que estamos chamados a dá neste triênio de preparação é o conhecimento da história de Dom Bosco. E qual seria o melhor modo de começar senão tomando nas mãos esta “profecia salesiana” que são as Memorias do Oratório? Um manual de pedagogia e de espiritualidade narrada”. Estas palavras nos orientam a ler e meditar com maior consistência as MO.

Tivemos hoje três palestras muito interessantes que abriram novos horizontes para a compreensão das MO. A primeira, com o título “Opção pelos mais pobres, novos cenários e desafios para o carisma salesiano, proferida pelo leigo Fausto Sáez Zavala, nos mostrou o rosto dos jovens de hoje e nos chamou a ter a coragem de voltar ao carisma. A segunda intitulada “O educador para o século XXI: Dom Bosco”, proferida pela irmã salesiana Geoconda Rocha, trouxe para nós os elementos fundamentais da prática pedagógica salesiana e enfatizou o “estar com os jovens”, um claro chamado ao resgate da assistência-presença. A terceira e mais complexa do padre salesiano Rubén Darío Jaramillo, com o título “Dimensão espiritual”, nos mostrou os valores essenciais da nossa espiritualidade, sobretudo o valor da santidade. 

À tarde fomos divididos em grupos para refletir e tirar algumas conclusões das palestras ouvidas. Foi muito interessante poder partilhar com docentes de vários países da América as mesmas preocupações, desafios e avanços. Os tempos exigem de nós uma nova mística e uma ascese mais ousada. Uma mística do DAI-ME AS ALMAS, quer dizer, a coragem de ir ao encontro dos jovens proporcionando um encontro pessoal com Jesus Cristo; e a ascese do DEIXA O RESTO, ou seja, abandonar os pesos, as tranqueiras e os medos que muitas vezes limitam nosso agir.

No final da tarde nos recolhemos na ação de graças a Deus. Momento eucarístico que nos proporcionou ouvir e sentir o profetismo do padre Fernando Peraza falando da essencialidade do oratório. Um dia repleto de muitas reflexões que nos fazem pensar na grandeza do carisma salesiano e da luta constante contra a tentação de ceder a Instituição e a todas as seguranças que ela pode proporcionar, porém, com a paga do comodismo. Dom Bosco foi um homem que soube romper com os paradigmas do seu tempo e abriu janelas e portas para o novo, respondendo profeticamente aos apelos da juventude do seu tempo. Hoje somos nós os chamados e não podemos fugir de tamanha responsabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PÁSCOA JOVEM 2024

No dia 13 de abril, a Articulação da Juventude Salesiana (AJS) da Área de Manaus, realizou a Páscoa Jovem 2024. A Matriz Paroquial São José

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

plugins premium WordPress
Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀