EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

CHÚC MÙNG

Bem vindos, José e João 


Foi um ano de espera por vocês.


A chegada de vocês é muito nos alegra pois nos trazem a memória daqueles anos pioneiros em que à nossa Amazônia começaram a chegar os missionários vindo de outros países e que vinham trabalhar e viver e até morrer em nossa região Amazônia. Os nomes de vocês estão em nosso elenco deste 2011.
Cheguem com a garra de um povo que sofreu durante séculos tentativas de dominações estrangeiras, que enfrentou doze anos de uma guerra sangrenta, que deixou um país destroçado, mas que renasceu.

Os desafios vividos no Vietnam podem vos ter calibrado para os desafios em nossa Amazônia. Lá e cá encontrareis selvas imponentes e chuvas torrenciais. Lá e cá, o mesmo clima tropical. Cá e La, o mesmo povo simples, por vezes abandonado pelos poderes públicos e até desassistido pelas estruturas eclesiais,povo engolido pelas distâncias. Cá e lá, o esforço de uma igreja que trabalhar para plantar sua tenda entre as culturas desta região.

Alguns desafios vividos em Saigon (Ho Chi Minh Cyti) e Hanoi vocês verão repetidos nas ruas de Manaus, de Porto Velho, de Belém. Cá e lá, sentireis no povo a fé resistente, que se torna mais forte quanto mais é o isolamento sofrido pelas distâncias dos abandonos.
Bem vindos, José Tran Thai Hoang e João Batista Din Viet Thien, às nossas presenças missionárias. Pelo serviço nelas realizado nos veio um dos nossos nomes “Inspetoria Salesiana Missionária da Amazônia” – ISMA.

Fiquem atentos às “sementes do Verbo” semeadas nas culturas indígenas e nas demais culturas que somos.
Bem-vindos, José e João, às nossas obras sociais, onde tentamos encontrar respostas educativas com cheiro e conteúdo de vida que regenera.
Bem-vindos, João e José, às nossas paróquias, onde também procuramos revelar o rosto amigo de Jesus e sua vida redentora.


Bem-vindos, José e João, às nossas escolas e nossos colégios: a educação aqui, como no Vietnam, é constitutiva de nossa identidade carismática. Uma urgência na Amazônia.
Bem-vindos às nossas casas de formação, onde nos esforçamos para enraizar a profecia de Dom Bosco com jovens amazônidas.
Até este dezembro de 2011, éramos poucos para tantas frentes; desde este janeiro de 2012, ainda seremos poucos e alguns desafios estarão ainda mais fortes nas trincheiras, mas agora, com vocês, nos sentimos com vigor de mais esperança: sois os nosso novos braços. 
Conheçam nossa região, sem pressa, sem conclusões apressadas, pois ela é cheio de mistérios, muitos deles incompreensíveis para nós mesmos que nascemos aqui.

Amém nossa Inspetora pouco a pouco. Talvez não tenhais consciência do que sejam quase 4 milhões de km2. O Vietnam cabe muitas vezes em nossa Amazônia. Perguntareis: o Brasil é um país ou um continente? Às vezes, nem nós sabemos. Somos e seremos diferentes, mas nem melhores nem piores entre nós.
Nosso povo tem, no coração, uma jóia preciosa, sua religiosidade popular. Por ser vida, pode ser tocada, mas nunca desprezada, humilhada, ou simplesmente descartada. Ela é força de resistência. Ela é desafio para quem quer ser pastor em terras brasileiras.
Amem os nossos jovens, certamente com comportamentos bem diferentes dos jovens que vocês conhecem, mas assumam conosco o “basta que sejais jovens para que sejam meus amigos”. Os olhos deles vão brilhar quando encontrarem vocês.
Amem nosso povo com o melhor esforço de falar a língua do povo. O nosso português vem de outra raiz lingüística diferente da vietnamita. Tem outras sonoridades, outras articulações; é linda como a de vocês. Mas quem ama, aprende com mais facilidade.

A melhor gramática bem pode ser o amor da presença próxima entre os jovens e o povo. Quem está entre o povo e os jovens, logo adquire um vocabulário necessário e a comunicação fundamental. Paciência nesta aprendizagem, pois nem nós, brasileiros, conseguimos falar e escrever bem a nossa língua materna. Não se espantem quando vos chamarem simplesmente José ou Zé e João. São dois dos nomes mais populares do Brasil e não será nada fácil pronunciar os sobrenomes vietnamitas de vocês. José, na ISMA, você encontrará outros 13 irmãos também chamados José. João, você tem outros 4 irmãos chamados João.

Parece que somos conhecidos.
Cantem as nossas canções. Comam, de forma mais prazerosa possível, nossos peixes e nossas comidas típicas. Acolham nossa música. Tentem entender o que seja o nosso carnaval, vibrem com as toadas de nossos “bois”. Procurem compreender o motivo de muitos fanatismos pelo futebol. Aliás, dentro em pouco, vocês também serão provocados a torcer por um time brasileiro. Mas não esqueçam nunca que os brasileiros somos muito mais do que futebol, carnaval e samba
Nas origens de nossa Inspetoria, trabalharam salesianos de mais de 15 nacionalidades. Muito do que somos hoje passou pelas mãos deles, pelos sacrifícios deles, pela dedicação deles. Desembarquem em nossos aeroportos, em nossos portos, em nossos trapiches, em nossas rodoviárias com o coração aberto. Sereis mais continuadores do que pioneiros, mais consolidadores do que desbravadores.

Os pioneiro-desbravadores são vivas memórias nos 100 anos de nossa ISMA. Muitos missionários vieram e nunca mais retornaram para viver, de novo, em sua terra de origem. Vocês bem podem ser desta linhagem ilustre.
Mas assim como nos esforçamos para conhecer e cultivar nossas raízes culturais, façam igual compromisso de não esquecer as raízes culturais vietnamitas, onde brotou a vocação missionária de vocês. Vivamos a experiência de um encontro de comunhão, partilha de dons, enriquecimento mútuo, complementariedade de culturas !
A partir deste 31/12/2011, somos mais irmãos. 


E vamos ao trabalho educativo-pastoral que não veio ao aeroporto para vos receber, mas está ansioso para vos abraçar.


Bem-vindos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀