EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

Catequese, Protagonismo Indígena e Inculturação

Está acontecendo em Manaus, dos dias 25 a 28 de Abril, o III Seminário de Catequese Indígena.

Manaus/AM – Está acontecendo em Manaus (25 a 28 de Abril), o III Seminário de Catequese Indígena, no Centro de Treinamento MAROMBA-Seminário São José, organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética. Este seminário tem como tema: Catequese, Protagonismo Indígena e Inculturação.

A catequese entre os Povos indígenas se dá somente a partir do diálogo com as culturas e no respeito às religiões onde Cristo está presente e oferece riquezas espirituais (RM 55). A catequese, assim como a Evangelização, demanda a Inculturação do Evangelho.

Está acontecendo em Manaus, dos dias 25 a 28 de Abril, o III Seminário de Catequese Indígena.
Está acontecendo em Manaus, dos dias 25 a 28 de Abril, o III Seminário de Catequese Indígena.

O Caminho da Inculturação passa pela capacidade de escuta e de sermos evangelizados; o Evangelho, anunciado na sua essência desce até o âmago da cultura e é traduzido e revestido pela teologia, moral, liturgia, etc.; a inculturaçao se dá a partir dos próprios povos indígenas, isto é, tendo eles como protagonistas.

Diante disso, a catequese e o Evangelho tem que ser resposta aos problemas enfrentados pela comunidade, partindo da realidade e se tornando aporte para a contínua reelaboração do projeto de vida do povo. Em vários lugares a catequese entre os Povos Indígenas segue o caminho do discipulado: escolha pessoal e comunitária de Jesus como Caminho, Verdade e Vida.

Cientes de que a catequese entre os povos indígenas, deve estar voltada à realidade, como resposta aos desafios das mudanças e frente ao perigo de perda dos valores tradicionais e cristãos, estão presentes neste seminário para definir e/ou reconfirmar a escolha de Jesus como discípulos e missionários, representantes de todas os regionais.

Dentre eles, há um número significativo de salesianos: Pe. Justino Sarmento Rezende, Pe. José Jacinto, Pe. José Francisco, Pe. Luis Laudato, Pe. Reginaldo Cordeiro, Pe. Lima (Inspetoria de São Paulo), Pe. Zacarias (Inspetoria de Campo Grande) e duas Filhas de Maria Auxiliadora: Ir. Laura Pimentel e Ir. Alva Rosa Garcia, ambas da Inspetoria Santa Teresinha.

Acompanhemos este seminário com nossas preces, pois os povos indígenas somente na Amazônia são centenas de povos, isto é, centenas de culturas e de línguas. Como sabemos, a Cultura é a maneira peculiar e única com que um povo se relacina com Deus, com os outros, com a natureza. Da cultura nasce o projeto de vida de cada povo. O relacionamento que a catequese há de estabelecer com estes povos deve-se dar pelo caminho da Inculturação que é o Evangelho traduzido, reinterpretado a partir da cultura e como resposta e construção do projeto de vida do povo.

Por Pe. Reginaldo Cordeiro, sdb
Delegado Inspetorial para a Animação Missionária

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀