EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

A Família Salesiana e o Papa

ANS – Campos do Jordão/SP – O Reitor-Mor, P. Pascual Chávez Villanueva, por ocasião dos Exercícios Espirituais que está a pregar aos Inspetores Salesianos da América, em Campos do Jordão, no Estado de São Paulo, Brasil, foi entrevistado pelo boletim da Paróquia Teresinha, na cidade de São Paulo (SP). Em sua entrevista tratou do relacionamento da Família Salesiana (FS) com Bento XVI, da figura do Papa e dos desafios que esperam pelo novo Pontífice.

Pe. Pascual Chávez com o Papa Emérito Bento XVI

1 – Em sua mensagem sobre a renúncia do Papa, o senhor disse que Bento XVI foi muito generoso com ações para a Família. O senhor pode mencionar alguns desses feitos que Bento XVI fez durante seu papado direcionada à Família Salesiana?

RM – O Santo Padre, Bento XVI é uma pessoa que ama a nossa Congregação e a nossa Família Salesiana. Em um encontro pessoal com ele, onde eu coloquei a sua atenção para a figura de Mamãe Margarida, mostrou-se estar muito familiarizado com a vida de Dom Bosco e de sua santa mãe. Eu o encontrei várias vezes durante suas férias na nossa casa salesiana de Les Combes, e todos os anos na nossa paróquia de Castel Gandolfo, no dia da festa de Nossa Senhora da Assunção. Eu sempre achei nele um homem e um pai de grande bondade e muita gentileza, um verdadeiro ícone do amor de Deus.

O Santo Padre expressou um gesto de carinho especial quando ele quis receber o nosso Capítulo Geral em 2008, oferecendo uma mensagem muito significativa do ponto de vista de se aproximar carismático e uma saudação especial a cada um dos Directores-Gerais. Bento XVI conhece a nossa Congregação e outra vez, em uma carta ao nosso Capítulo Geral 26, manifestou o seu apreço pela vida e atividade apostólica da nossa família.

 2 –  Dom Bosco sempre pediu obediência incondicional da Família para com o Papa. O senhor acha que este pedido é válido ainda para os dias de hoje, onde o diálogo é muito bem visto por todos? Porque?

RM – A atitude de Dom Bosco tinha suas raízes em uma visão de fé. Ele viu, e nós mesmos compartilhamos essa visão, o Santo Padre como o Vigário de Cristo e sua obediência incondicional era ao mesmo tempo um ato de amor para o Senhor Jesus, à Igreja e ao Papa. A atitude de Dom Bosco é para nós um legado precioso. Nós também estamos dispostos à obediência total ao que o Papa nos pede, embora hoje seus próprios pedidos seguem o caminho do diálogo e a busca comum de verdade.

 3 – Para a Família Salesiana, quais seriam as características ideais para o novo Papa?

RM – Sabemos que o Espírito Santo está em ação e que o Papa eleito será aquele que, de acordo com o coração de Deus, pode desempenhar melhor o papel do ministério petrino. Olhando para a Igreja de hoje pedimos ao Senhor um Papa que seja aberto a todas as realidades do cristianismo e do catolicismo, assim como se expressam em diferentes continentes, de acordo com as culturas particulares que as caracterizam. Esperamos uma grande abertura para os pequenos, os pobres, os humildes, que são sempre os primeiros a receber o Reino de Deus. Vamos pedir ao Senhor que o Santo Padre esteja atento ao jovem, que, como sempre, são a esperança da Igreja. Esperamos, também, uma atenção nova e generosa para a realidade das mulheres, reconhecendo que a figura feminina na Igreja sempre se empenhou tão generosamente ao serviço da caridade, a catequese e a muitos outros ministérios a favor da comunidade eclesial. Espero, também, uma maior consideração, na igreja, para a Vida Consagrada. Na realidade de hoje, como foi provado pelo secularismo e indiferença religiosa, os religiosos e as religiosas são as testemunhas do Deus vivo, para a qual a missão mais importante é ser intérpretes radicais do Evangelho encarnado em seu ser e em suas ações, a própria vida de Jesus.

4 – Na sua opinião, quais serão os principais desafios do novo Papa para tornar os jovens protagonistas de suas próprias vidas?

RM – Eu acho que o grande desafio hoje é antes de tudo uma profunda renovação da evangelização. A Igreja deve estar perto de todos os homens e, em especial os jovens, sendo capaz de se comunicar com alegria “a boa notícia” que Deus ama o mundo, que Deus ama a humanidade.

Devemos remover do jovem a suspeita que Deus é uma pessoa que se opõe à sua felicidade, e que são obrigados a achar que o Deus que se revelou em Jesus é Amor. Os jovens podem ser como testemunhas de verdadeira liberdade na escolha de valores que encarnam o Evangelho, na dedicação para a construção de uma nova sociedade através da aceitação de responsabilidade para a cidadania ativa, envolvidos através de uma realização de sua vida, que responde positivamente para os grandes temas do amor, da família, da solidariedade, da vida como vocação específica para a construção do Reino de Deus.

 5 – De que forma a Família Salesiana pode contribuir para um papado de sucesso do novo Papa?

RM – A Família Salesiana é uma realidade cristã que surge constantemente a serviço da Igreja, em um carisma especial, que é a salvação dos jovens. Através de toda a sua realidade e seus vários grupos de trabalho para “construir a igreja” local e globalmente. Promessas, em especial no campo da educação continuam a ser um elemento primário, a fim de formar a juventude de hoje de uma forma verdadeiramente humana e evangélica. Outro ponto importante é o compromisso com a evangelização e é dirigido não só para as pessoas que não conhecem o Evangelho, mas também para aqueles que querem fazer um caminho de crescimento na fé e na caridade, como diz o Evangelho.

Educação e evangelização são duas ações inseparáveis. Você não pode educar sem enraizar autenticamente o grande dom da humanidade na pessoa de Cristo, que é ao mesmo tempo Filho de Deus e Filho do Homem.

6 –  Deixe uma mensagem para os nós, por favor?

RM – Estamos no tempo da Quaresma. É um tempo de graça para andar para a Páscoa e para redescobrir o nosso Batismo.

O caminho é o próprio Jesus, através da Sua Palavra e Seus sacramentos. Ele nos convida a renovar a nossa opção profunda de fé no amor do Pai, no sacrifício da cruz, o poder da ressurreição e da vida nova que vem para todos nós da Páscoa.

O Senhor esteja com vocês nesta jornada e faça com que sejam homens e mulheres novos, capazes de dar vida a novas experiências de vida, de vida evangélica na sua paróquia e na sociedade em geral. Com carinho de Dom Bosco saúdo e abençôo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀