EnglishFrenchGermanItalianPolishPortugueseSpanish


Notícias

2º Simpósio de Missiologia no Brasil

Simpósio reuniu especialistas, mestres e doutores em missiologia, além de doutores e teologos de outras áreas.

Brasília/DF – O Centro Cultural Missionário de Brasília e a Rede Ecumênica Latino Americana de Missiologos e Missiologas promoveram em Brasília, de 25 de fevereiro a 1 de março de 2012, o 2° Simpósio de Missiologia no Brasil.  O tema do evento foi: “Teologia para uma missão a partir da América latina hoje”.

Esse segundo simpósio aconteceu 14 anos após o primeiro, realizado em São Paulo de 18 a 22 de maio de 1999, convocado pelo Curso de Pós‐graduação em Missiologia da Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, que teve como tema: “Os confins do mundo no meio de nós”.

Esta segunda edição do simpósio foi realizada na sede do Centro Cultural Missionário, com a presença de 40 participantes entre mestres e doutores em missiologia, docentes e teólogos de outras áreas, representantes de instituições e organizações missionárias, assim como agentes de pastoral e animadores missionários interessados em aprofundar os temas da programação, e proporcionou momentos fortes de encontro, reflexão, estudo, partilha e articulação, durante os quais se pensou em dar os primeiros passos para uma associação de missiólogos a nível nacional.

 Um dos pontos pertinentes deste simpósio foi o de repensar e relançar com fidelidade e audácia o serviço da missiologia nas novas circunstâncias latino-americanas e mundiais (DAp 11), à luz do Concílio Vaticano II, esclarecendo cada vez mais o objetivo da missão que é a participação de todos, de cada pessoa e da humanidade tomada como corpo na caminhada do reino de Deus.

E para nós salesianos é sempre bom estarmos em sintonia com estas reflexões porque a Animação Missionária foi sempre uma caraterística da nossa Congregação desde o seu nascimento, e sempre apresentou nosso empenho na missão como traço essencial do nosso carisma.

É sempre bom recordar que ser missionário não é privilégio de determinadas pessoas, mas é a essência do ser cristão: “Anunciar o evangelho é necessidade que se me impõe” (I Cor 9,16). É um compromisso de toda a comunidade que vive e transmite a sua fé, “nenhuma comunidade cristã é fiel à sua vocação se não é missionária”.

Ser missionário não é só percorrer grandes distâncias, ir para outros continentes, mas é a difícil viagem de sair de si, ir ao encontro do outro, ir ao encontro do “diferente”, ir ao encontro do marginalizado o preferido de Jesus. O Evangelho “com renovado ardor missionário” exige que a pregação responda aos “novos anseios do povo”. Exige de mim, de você, de todos nós, uma abertura constante, pessoal e comunitária para responder aos desafios de hoje. É a missão de fidelidade ao “envio” de Jesus: “Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio” (Jo, 20, 21). Sem entusiasmo e sem esta convicção, arriscaremos perder a alegria do anúncio da Boa-Nova libertadora.

Como consequência deste assumir o compromisso missionário, nasce novo estilo de missões: não levar, mas descobrir. Não só dar, mas receber. Não conquistar, mas partilhar e buscar juntos. Não ser mestre, mas aprendiz da verdade. A missão nos permite criar novos laços, novas relações, um novo jeito de olhar a vida, um novo jeito de ser igreja.

Por Pe. Reginaldo Cordeiro, sdb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POR UMA PARÓQUIA SINODAL

Na quarta-feira (25/01), as lideranças comunitárias e pastorais da paróquia Nossa Senhora das Graças em Ananindeua/PA, se reuniram no salão São José, da Igreja Matriz, para o primeiro encontro da

Leia mais

Está gostando deste Conteúdo? Compartilhe!

Ir para o Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Olá! Podemos te ajudar? 😀