Pedagogia Salesiana

O trabalho educativo de Dom Bosco (São João Bosco) em favor dos jovens era baseado num espírito de amor. Mais do que educador, o santo era um amigo dos jovens e eles sabiam que poderiam contar com ele. Com o seu Sistema Salesiano de Educação, ou Sistema Preventivo, Dom Bosco transformou a educação em uma maneira de encontrarmos com Deus, e o encontro com Deus em ato de educar.

O Educador Salesiano

Educador Salesiano

O educador salesiano, além de apaixonar o aluno pelo conhecimento, tem a missão de abrir janelas para a vida. Ele tem a capacidade de se fazer presente no cotidiano do aluno de forma significativa. Para isso, apresenta-se para o educando, sem imposição, como testemunha da vivência de valores e boas atitudes. O nosso educador sabe que os valores são incorporados por meio da experiência, a vivência e a reflexão. Ele é entusiasmado pela Pedagogia de Dom Bosco, que valoriza a pessoa e sua dignidade. Por isso, o educador salesiano cria espaços para que o jovem vivencie situações que lhe encaminhem para as escolhas certas. Aquelas escolhas racionais, norteadas por bons valores, que permitem a construção de uma vida repleta de sonhos e realizações.

Sistema Preventivo

A Pedagogia Salesiana, também conhecida como o Sistema Preventivo, é um dos diferenciais da educação salesiana. Ela é fundada em três bases:Sistema Preventivo2

1. “Amor educativo” – amor carinhoso que gosta de ver o jovem feliz, mas ao mesmo tempo amor paterno, exigente, que quer o melhor e por isso exige esforço. Os jovens devem ser amados e saber disso. Dom Bosco resumia: “Faça-se amar e não se faça temer”.

2. “Razão” – Dom Bosco acreditava que só a razão podia dizer ao coração o que é o bem. É por isso que a ciência sempre foi um grande pilar da educação salesiana.

3. “Espiritualidade” – no projeto de Dom Bosco, a espiritualidade é o fundamento e coroamento dos valores e dos compromissos educativos do amor e da razão (PAULA, 2008, p. 65). Tornar os jovens “bons cristãos e honestos cidadãos” era uma grande meta de São João Bosco.

No que o Sistema Preventivo acredita:

[toggle title=”HUMANISMO OTIMISTA”]

Francisco de Sales: nosso patronoO Sistema Preventivo fundamenta-se numa visão positiva da pessoa humana, inspirada no humanismo otimista de São Francisco de Sales (daí o nome salesiano). Toda pessoa é dotada de racionalidade, de recursos naturais e sobrenaturais, e tem um potencial inesgotável de desenvolvimento, apesar de suas fraquezas:

“em todo jovem, mesmo no mais rebelde, existe um ponto acessível ao bem; o primeiro dever do educador é descobrir este ponto, esta corda sensível do coração e tirar proveito disto” (MB V, 367). [/toggle]

[toggle title=”RELIGIÃO QUE UNE E INTEGRA”]

Jovens salesianos recebem cruz da JMJA integração das diversas dimensões e a unidade pessoal acontecem plenamente através da religiosidade, que é a atitude de abertura ao sentido fundamental da existência, seja qual for o modo como é percebido este sentido. Dom Bosco desenvolve uma pedagogia religiosa, entendendo o ser humano à luz do projeto de salvação de Deus. Deus é amor e fundamento último de toda a realidade, a fonte do existir e do sentido da vida. É o criador do homem, e de sua liberdade. A experiência educativa se identificava com a atividade salvadora e santificadora da Igreja. Era uma proposta de evangelização, para “a maior glória de Deus e a salvação das almas”. O testemunho e a vivência em chave educativa dos valores evangélicos fazem com que o Sistema Preventivo se desenvolva como ação educativa pastoral: “educar evangelizando e evangelizar educando”.[/toggle]

[toggle title=”PROMOÇÃO INTEGRAL DA PESSOA”]

Foto de Francisco BritoPartindo do ponto em que está, a pessoa deve ser ajudada a promover-se integralmente, em todas as dimensões (somática, psíquica, espiritual), enquanto se relaciona com os outros, com a natureza e com Deus. Dotado de liberdade, cada um é responsável por seu destino, e deve assumir sua vida com sentido de responsabilidade social e de compromisso. Finalidade educativa bem evidenciada para educadores e educandos através da expressão de Dom Bosco “bons cristãos e honestos cidadãos”

.[/toggle]

[toggle title=”CIDADANIA EVANGÉLICA”]

Ex-aluna salesiana de Porto Velho em marcha contra a corrupçãoA educação não se reduz à relação educador-educando dentro de uma sala de aula. Ela faz parte de processo social, onde encontramos a sociedade com seus dinamismos e conflitos. Dentro dos limites da compreensão de sua época, Dom Bosco tinha consciência do alcance social de sua obra. Via na educação da juventude um espaço e instrumento de mudança social. Foi sensível, de maneira especial, às necessidades da juventude pobre. A qualidade de qualquer educação, transparece em sua finalidade social, em sua contribuição para a construção de uma sociedade melhor (Reino de Deus).  O Sistema Preventivo afirma-se na forma como participa hoje do “saber social” que permite a uma sociedade sobreviver, conviver com justiça, projetar-se, pautando-se, principalmente nos valores do Evangelho. [/toggle]

[toggle title=”A META: A SANTIDADE”]

Laura e Sávio: alunos que alcançaram a meta!A Pedagogia Salesiana deixou diversos frutos para a sociedade civil e para a Igreja. Mas, a fórmula “bom cristãos e honestos cidadãos” não é apenas um slogan ou uma bela frase de efeito, nela de percebe a grande meta do processo educativo de Dom Bosco: formar pessoas santas. Claro que hoje entende-se a santidade de maneira mais complexa que há anos atrás, mas podemos dizer que santo é aquele que é ético, coerente, aberto à Deus e às pessoas, solidário com o mundo. A Igreja já canonizou (declarou santos) muitos alunos e alunas de Dom Bosco (Domingos Sávio, Laura Vicuña, Zeferino Namuncurá, Francisco Kesy). Você também pode, e deve, ser um destes modelos para a humanidade.[/toggle]

 
Para conhecer mais: PAULA, Antônio Pacheco de. Manual do colaborador salesiano. Brasília: Cisbrasil-CIB, 2008. (Coleção Literatura Salesiana); www.sdb.org; www.cgfmanet.org.

Fonte: Rede Salesiana de Escolas (RSE).

Compartilhe:
Redes Sociais