DSC_0053 (Grande)

SALESIANO ADAIL BRITO É ORDENADO DIÁCONO EM SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA

by / 0 Comments / 145 View / 24 de maio de 2021

Por Antonio Veiga Neto, sdb

No domingo de Pentecostes, (23/05), foi ordenado diácono na catedral São Gabriel Arcanjo, município de São Gabriel da Cachoeira/AM, o salesiano Adail Brito, pelas mãos do bispo diocesano Dom Edson Taschetto Damian.  A celebração começou às 7h.

Fizeram-se presentes na celebração todas as comunidades salesianas do Rio Negro, o Inspetor, padre Jefferson Luis, o Vice-Inspetor, padre Felipe Bauzière, membros do conselho Inspetorial e demais religiosos e religiosas das congregações presentes na região. Destaque para a presença do Padre Gabriel Romero, Conselheiro para Região América Cone Sul, em visita na Inspetoria.

A solenidade foi animada com os cantos litúrgicos regionais, padre Jefferson Luís e padre Raimundo Marcelo fizeram a imposição da veste diaconal e em seguida os familiares impuseram o cocar indígena em sua cabeça. No discurso de agradecimento o recém ordenado se dirigiu aos seus familiares na sua língua materna piratapuia, em seguida em língua yanomami aos jovens de Maturacá e depois em língua portuguesa aos demais.

Motivado pelo lema: “Eis-me aqui, envia-me”, tirado do livro do profeta Isaías capítulo 6 e versículo 8, a disponibilidade às realidades missionárias da Amazônia o fez sentir o chamado de Deus dentro das necessidades e desafios da região amazônica, principalmente junto ao povo Yanomami, enxergando no cotidiano em que o povo vive e na qual cresce aprendendo com a cultura. O próprio profeta Isaías ouvindo a voz de Deus entendeu com coragem esta missão de servir ao outros independentemente para onde esteja sendo enviado.

Adail Juvêncio Brito Acosta nascido na comunidade Bacaba na Colômbia, em 21 de agosto de 1982, filho de Pedro Acosta (in memorian) e Madalena Ferreira Brito, Adail é o segundo filho de seis irmãos.

“Nós salesianos desempenhamos com alegria o serviço missionário aqui na Amazônia, nos dedicamos ao estudo e retornamos às comunidades para usar os dons e talentos com mais entusiasmo junto ao povo de Deus. A humildade e o coração grande de acolhida que possui o povo Yanonami, na qual eu trabalho a um ano e seis meses, me faz sentir feliz por todo o bem que a igreja propaga”, testemunhou Adail.

Adail é indígena da etnia Piratapuia (pira=peixe e tapuia=gente). Ainda criança aprendeu de seu pai Pedro Acosta, catequista de sua comunidade, o prezar pela palavra de Deus, liturgia e devoção. Nascido na comunidade de Bacaba (rio Uaupés, fronteira Brasil-Colômbia), sentia a necessidade da presença dos padres e começou a desejar ingressar de um modo mais concreto na causa do Reino de Deus, logo em seguida conheceu melhor a congregação salesiana onde viu o projeto que gostaria de se entregar no estilo de Dom Bosco.

DSC_0147 (Grande) DSC_0156 (Grande) DSC_0142 (2) (Grande) DSC_0053 (Grande) DSC_0005 (Grande)

Compartilhe:
Redes Sociais

Your Commment

Email (will not be published)