Nota de falecimento_P Gilberto Cucas

NOTA DE FALECIMENTO: PADRE GILBERTO THEODORO CUCAS

by / 3 Comments / 138 View / 31 de janeiro de 2021

Os grandes homens morrem como vivem. Um honrado filho de Bosco não poderia fazer sua páscoa em um dia mais apropriado: dia do Senhor, dia de Dom Bosco. O fiel seguidor de Cristo, no estilo de Dom Bosco, morreu em um dia de Domingo (31/01/2021).

Filho de Teodoro Augusto Cucas e Elza Villert Cucas, Gilberto Theodoro Cucas nasceu em Santos/SP, no dia 10 julho 1937. Foi batizado na Paróquia Santo Antônio do Embaré, Diocese de Santos, no dia 29 março 1939.

A primeira obra salesiana que frequentou foi o Oratório São José dos Campos, em 1950. Fez curso ginasial em Lavrinhas de 1951 a 1954; O colegial também em Lavrinhas de 1955 a 1957. Ingressou no noviciado em Pindamonhagaba/SP, no dia 30 janeiro 1957.

Sua Primeira Profissão Religiosa aconteceu em Pindamonhagaba/SP no dia 31 janeiro 1958. A Profissão Perpetua, também em Pindamonhagaba/SP, no dia 31 janeiro 1963. Estudou filosofia em Lorena, curso de letras neo latinas (licenciatura), de 1958 a 1960. Fez tirocínio em Pindamonhagaba, como assistente de noviços no ano de 1961; Trabalhou em Campinas/Liceu N.S. Auxiliadora, como assistente de 1961 a 1963.

Estudou teologia no Instituto Salesiano Pio XI/Lapa/SP de 1965 a 1968. Foi ordenado diácono em Azcurra /Santa Catarina, no dia 08 dezembro 1967. A ordenação presbiteral ocorreu no Santuário Sagrado Coração de Jesus/São Paulo/SP no dia 29 junho 1968, pelas mais de Dom José Thurller, Bispo auxiliar de São Paulo.

  1. Gilberto exerceu inúmeras atividades ao longo de sua vida. Eis as principais:

Lavrinhas/SP, como catequista: 1969;

Lorena/SP/São Joaquim, como catequista de internos:1970;

Campinas/SP/Liceu N.S. Auxiliadora, como catequista e conselheiro: 1971-73;

Campinas/SP/Externato Santa Terezinha, como catequista e conselheiro:1974-78;

Jundiai/SP/Cidade dos meninos, como diretor:1979-82;

Campinas/SP/Externato São João, como catequista(01); depois como Diretor(03):1983-87;

Piracicaba/SP/Colégio Dom Bosco, encarregado da pastoral:1988-89;

 

Em 1990 foi transferido como Salesiano Missionário à Inspetoria São Domingos Sávio.

Trabalhou em Iauareté/Rio Negro, como vigário paroquial: 1990;

São Gabriel da Cachoeira/Rio Negro, como diretor e pároco:1991;

Belém/PA/Colégio do Carmo, como vice-diretor:1992;

São Gabriel da Cachoeira/Rio Negro, como diretor e pároco: 1993-94;

Belém/PA, Colégio do Carmo, como diretor: 1995-98;

Ananindeua/PA/CPS, como diretor:1999-2001;

Manaus/AM/CDB, como Diretor:2002-2003;

Manaus/AM/CDB, como vice-diretor: 2004;

Voltou a Inspetoria de São Paulo/SP para cuidar da saúde entre os anos de 2005-2008;

O seu amor a Amazônia o trouxe novamente.

Colégio Dom Bosco, Manaus/AM como diretor e pároco: 2009-2013.

Porto Velho/RO, como Diretor: 2013-2017;

Escola Salesiana do Trabalho, Sacramenta/PA, como vice-diretor: 2018;

Casa Inspetorial, diretor e vigário do Santuário São José: 2019-2020;

Em 2021, aceitou o desafio de ser diretor da Comunidade São João Bosco, na Zona Leste de Manaus/AM, onde faleceu neste início de tarde de Domingo, dia 31 de janeiro, memória litúrgica de Dom Bosco.

Ao fazer sua páscoa, P. Gilberto Cucas tinha:

84 anos de vida;

63 anos de Profissão Religiosa;

58 anos de Profissão Perpétua;

53 anos de Ordenação presbiteral;

31 anos de missão na Amazônia.

 

Deus o receba em sua glória.

Descanse em Paz.

Compartilhe:
Redes Sociais

3 Comment

  1. Fui aluna no Salesiano – 1999-2001. Se sou quem sou hoje, agradeço ao Pe. Gilberto, o qual era uma pessoa maravilhosa e ímpar.
    Obrigada Pe. Gilberto.
    Até!

    • Obrigado por seu testemunho, Lilian. Padre Gilberto certamente fez a diferença na vida de muitos que tiveram a felicidade de conhecê-lo. Abraço e preces.

  2. Emocionado com a notícia. Estudei no Externato São João de 1978 a 1988.
    Joguei muita bola com o querido Pe. Gilberto, tanto no intervalo das aulas, quanto no oratório após as aulas.
    Mais que um diretor, um amigo!
    Deus o receba em seus braços.
    Descanse em paz!

Leave a Reply to Lillian Malcher Cancel Reply

Email (will not be published)