3f350b42-126e-4b51-a09a-5d1ddbdf1d15

AJS DO PARÁ REALIZA EXPERIÊNCIA MISSIONARIA NO ARQUIPÉLAGO DO MARAJÓ

by / 0 Comments / 7 View / 2 de agosto de 2017

Por Comunicação CLAJS-PA –

A Articulação da Juventude Salesiana do Pará (AJS/PA) e o Centro Magis Amazônia realizaram de 8 a 15 de julho uma Experiência Missionaria, na cidade de Cachoeira do Arari, situada na maior ilha flúvio-marítima do mundo, o arquipélago do Marajó no estado do Pará.

Foram oito dias de experiência missionária, onde 25 participantes, da região sul, sudeste e norte do Brasil, e dois mexicanos, constituíram núcleos de ação nas comunidades pertencentes a igreja matriz de Nossa Senhora da Conceição, os núcleos afastados uns dos outros, tinham atividades em comum no âmbito social, artístico, espiritual e festivo. A AJS teve seu campo de missão junto à realidade juvenil no centro de Cachoeira do Arari.

A experiência missionaria ajudou aos participantes descobrir e reafirmar sua missão no mundo e na igreja, para um dos peregrinos, André Ribeiro que é vice-coordenador da Articulação Juvenil Salesiana no Pará a experiência foi muito importante “o trabalho realizado foi um processo de autoconhecimento para redescobrir, amar e assumir mais concretamente a vocação salesiana, caminhando ao lado da juventude, motivando e animando”, disse.

Para Diana Fonseca, assistente social e jovem líder na AJS/PA o cenário amazônico mexeu com os peregrinos “O cenário amazônico e a realidade juvenil local provocaram a vivencia das dimensões de vida, caridade, serviço e comunhão eclesial; e individualmente fez aflorar o senso de liderança ao assessorar outros líderes e divulgar a vivencia da espiritualidade juvenil salesiana” contou.

A programação contou ainda com momento formativo, de ação social e missionaria, celebrações da palavra, oficinas, bate papo, noite cultural, oratório festivo, gincana, retiro e passeio turístico.  Segundo, Henrique Carreira, coordenador da AJS/PA, o desafio provocou os peregrinos “A experiência missionária fez com que os peregrinos missionários crescessem. A certeza que desafiar e provocar os jovens a experimentar o risco, o êxito, limites e novas experiências, foi uma maneira eficaz de propor um itinerário de educação a fé dos jovens, onde com Jesus, pudessem ser santos de calça jeans felizes e viventes no mundo, deixando para trás uma ideia caricata de jovem católico” finalizou.

ea206c9c-2fea-4a8b-ae2e-4add95733f7d f8503713-1ac8-4ce8-9be0-1e72a13b7b1d 89a5493d-1a40-4537-b8fa-548a4f41091c 2d135c18-d7f4-4dbd-b43d-63062bde6803 3f350b42-126e-4b51-a09a-5d1ddbdf1d15 731fbad6-7303-4e04-aa43-7b159e474e4c 4072aac1-0bc6-4d0a-95bf-2e2b3bc7d87b 52ae0e0a-033b-43f9-bc23-418259aad500 dfd3f43b-6160-4440-8305-597c3b9d7840 b937bd53-7dd1-48f7-8b9a-26ea59a3a589

Compartilhe:
Redes Sociais

Your Commment

Email (will not be published)